Logo FICLO

Arquivo

quinta — 30/01/2020
+ Curta-metragem: A viagem

Sessão Pre-ficlo

Fantasia – FR, 2019, 103 min. – V.O. em Francês, Crioulo haitiano e Inglês - Legendado em Português

Realização e Argumento: Bertrand Bonello · Fotografia: Yves Cape · Com: Louise Labeque, Wislanda Louimat, Katiana Milfort

 

Após o filme:

A Viagem

Curta-Metragem, Drama – PT, 2019, 12 min. – V.O. em Português – English Subtitles Realização e Argumento: Henrique Lopes · Produção: Inês Afonso e Diogo Braga · Fotografia: Pedro Pacheco · Com: Tiago Leal

FICSAM – Festival Internacional de Cinema e Saúde Mental (2019) – Melhor Filme Prémios Sophia Estudante (2019) – Nomeação Melhor Curta-Metragem Experimental

Prémio Sophia Curt-metragem Estudante (2019)

 

zombiechild2.jpg

Haiti, 1962. Um homem regressa dos mortos para trabalhar no mundo impiedoso das plantações de cana de açúcar. Cinquenta e cinco anos depois, uma jovem rapariga de ascendência haitiana confidencia aos seus colegas um segredo de família, inconsciente das graves consequências deste acto. Uma história de terror contemporânea, baseada na realidade muito concreta do colonialismo francês no Haiti, a sua narrativa despoleta uma reflexão sobre racismo, imperialismo e memória cultural.

Festival de Cinema de Cannes (2019) – Nomeação Queer Palm de Bertrand Bonello Festival de Cinema de Hamburgo (2019) – Nomeação Prémio Art Cinema – Melhor Característica de Bertrand Bonello

domingo — 26/01/2020

Documentário – PT, 2018, 60 min. – V.O. em Português – English Subtitles Realização: Hiroatsu Suzuki, Rossana Torres

 

Terra.jpg

Algures no Alentejo, estão dois grandes fornos cobertos de terra onde um homem faz carvão. Elementos essenciais como o fogo, a água, o ar, a terra e o espaço reflectem, respiram e celebram o ritmo da Terra. Texto: Doclisboa

quinta — 23/01/2020

Documentário, História – IT, FR, CL - 2018, 80 min. M/12 – V.O. em Espanhol e Italiano - Legendado em Português

Realização e Argumento: Nanni Moretti · Fotografia: Maura Morales Bergmann · Com: Salvador Allende, Carmen Castillo, 

santiago_italia-.jpg

Em 1973, no Chile, um golpe de Estado depôs Salvador Allende e instaurou no poder uma junta militar chefiada por Augusto Pinochet. A oposição a este regime foi em muito ajudada pela embaixada italiana em Santiago do Chile, fazendo com que muitos opositores fossem extraditados para Itália. Neste documentário, Nanni Moretti conta a história destes homens. PÚBLICO

Patricio Guzmán Prémios David di Donatello (2019) – Vencedora David – Melhor Documentário de Nanni Moretti Sindicato Nacional Italiano de Jornalistas de Cinema (2019) – Vencedora Fita de Prata do Ano de Nanni Moretti

quinta — 16/01/2020

Crime, Drama – PT, FR, AR - 2019, 98 min. – V.O. em Português – English Subtitles

Realização e Argumento: Ico Costa · Fotografia: Hugo Azevedo · Com: Henrique Bonacho Festival Internacional de Cinema de São Paulo (2019) – Nomeado Competição Novos Diretores – Melhor Filme de Ico Costa

alva.jpg

Após cometer um crime, um homem refugia-se na floresta. Rodado no centro de Portugal, em 16mm, o filme acompanha Henrique, um homem solitário em fuga da sua vida e do mundo. Num estilo progressivamente imersivo vemo-nos transportados para esse espaço de solidão, questionando-nos sobre o que realmente move o protagonista.

domingo — 12/01/2020

 

 

 

FR, BD, DK, PT - 2019, 95 min. M/12 – V.O. em Bengali - Legendado em Português

Realização: Rubaiyat Hossain · Argumento: Rubaiyat Hossain e Philippe Barrière · Fotografia: Sabine Lancelin · Com: Rikita Nandini Shimu, Novera Rahman, Parvin Paru

madeinbangladesh_0hero.jpg

Depois de um acidente de trabalho que causou a morte de uma colega, Shimu, uma jovem operária têxtil de Daca (Bangladesh), decide criar um sindicato. Empenhada em melhorar as condições de cada trabalhadora, a sua vida ganha um novo propósito nas reuniões sindicais, onde eleva a sua voz e a das outras mulheres, defendendo os direitos de todas. Contudo, num mundo dominado pelos homens, esta mudança é mal aceite e Shimu é obrigada a marcar posição em duas frentes distintas: em casa, perante um marido que discorda das suas ideias; e na própria fábrica, onde patrões descontentes com o rumo das coisas tentam, de todos os modos, pôr cobro às reivindicações.

Estreado internacionalmente no Festival de Cinema de Toronto (Canadá), uma história sobre emancipação, assinada pela realizadora bangladeshiana Rubaiyat Hossain ("Meherjaan", "Under Construction"), que escreve o argumento a quatro mãos com o francês Philippe Barrière. Rikita Nandini Shimu, Novera Rahman, Deepanwita Martin, Parvin Paru, Mayabi Rahman, Shatabdi Wadud e Mita Rahman assumem as personagens. PÚBLICO

 

Festival Internacional de Cinema de Amiens (2019) – Vencedora Prémio CMCAS de Rubaiyat Hossain Festival de

Cinema de Torino (2019) – Vencedora Prémio Interfedi de Rubaiyat Hossain

quinta — 9/01/2020

 

 

Drama– IT, UK, USA, GR - 2019, 115 min. – V.O. em Inglês e Italiano - Legendado em Português Realização e Argumento: Abel Ferrara · Fotografia: Peter Zeitlinger · Com: Cristina Chiriac, Willem Dafoe, Anna Ferrara

tomasso.jpg

Numa casa em Roma, Tommaso, um realizador norte-americano (William Dafoe) vive com a mulher e a filha (Cristina Chiriac e Anna Ferrara, mulher e a filha do realizador). Trabalha e enfrenta as dificuldades de concretização de novo projecto (em tudo semelhante a um projecto que entretanto Ferrara já finalizou, “Siberia”, de novo com Dafoe). E há seis anos que marcha nos passos da abstinência, que todos os dias tem de ser trabalhada. Mas Tommaso sente a conjugalidade a esvair-se, sente-se expulso do seu mundo: a filha veio substituí-lo na atenção da sua jovem esposa, demasiado cansada para os afectos, demasiado autónoma para o que ele acha que deve ser o ritual conjugal. O que o vai projectar e ao filme para um caleidoscópio cada vez mais surrealizante que plasmará no ecrã, num alucinante final.

Um drama com cariz autobiográfico que conta com assinatura do aclamado realizador Abel Ferrara ("Polícia Sem Lei", "Os Viciosos", "Chelsea Hotel", “Pasolini”). Vasco Câmara, PÚBLICO

 

Festival de Cinema de Lisboa & Estoril (2019) – Vencedor do Prémio do Grande Júri de Abel Ferrara

quinta — 19/12/2019
NOVAS CURTAS PORTUGUESAS

Entre Sombras
FR, PT, 2018, 14 min. M/16 – V.O. em Português - English Subtitles
Realização: Alice Guimarães e Mónica Santos
Prémios Sophia da Academia Portuguesa de Cinema (2019) - Vencedor Sophia - Melhor
Curta-Metragem de Animação
Circo do Amor
FR, PT, 2018, 20 min. M/16 – V.O. em Português e Francês - English Subtitles
Realização: Miguel Clara Vasconcelos
Festival de Cinema de Torino (2018) – Vencedor Sub-Ti Award – Mercado
Curtas-Metragens
Tio Tomás, A contabilidade dos dias
PT, CA, FR, 2019, 13 min. M/16 – V.O. em Português - English Subtitles
Realização: Regina Pessoa
Grande Prémio do Festival Internacional de Animação do Brasil (2019) - Anima Mundi
Como Fernando Pessoa salvou Portugal
PT, FR, BE, 2018, 26 min. M/12 – V.O. em Português - English Subtitles
Realização: Eugène Green
Animage – Festival Internacional de Animação Pernambuco (2019) - Filme Vencedor -
Melhor Realização de Regina Pessoa
 

ENTRESOMBRA.jpg
domingo — 15/12/2019

Musical, Romance – PT, 2019, 112 min. M/16 – V.O. em Português e Espanhol - English Subtitles
Realização: João Nicolau · Argumento: João Nicolau e Mariana Ricardo · Fotografia:
Mário Castanheira · Com: Miguel Lobo Antunes, Luísa Cruz, Américo Silva


 

tecnoboss.jpg

Luís Rovisco (Miguel Lobo Antunes) é director comercial de uma empresa de equipamentos de segurança. Divorciado há já vários anos e prestes a entrar na tão ansiada reforma, reencontra casualmente Lucinda, uma antiga paixão que ele tentará recuperar a todo o custo. Esse encontro dá-lhe uma nova esperança no futuro e uma vontade enorme de ser feliz.  
Estreado mundialmente na secção competitiva do Festival de Cinema de Locarno (Suíça), esta é a terceira longa de ficção com assinatura do português João Nicolau, depois de "A Espada e a Rosa" (2010) e "John From" (2015). PÚBLICO

Festival de Cinema Internacional de Locarno (2019) - Nomeado Leopardo de Ouro –
Melhor Filme de João Nicolau

 

quinta — 12/12/2019

Biografia, Crime, Drama – IT, FR, DE, BR 2019, 145 min. M/16 – V.O. em Italiano,Português e Inglês - Legendado em Português
Realização: Marco Bellocchio · Argumento: Marco Bellocchio, Valia Santella, Ludovica
Rampoldi, Francesco Piccolo e Francesco La Licata · Fotografia: Vladan Radovic · Com:
Pierfrancesco Favino, Luigi Lo Cascio, Fausto Russo Alesi
Globos de Ouro, Itália (2019) - Vencedor Globo de Ouro – Melhor Realização de Marco
Bellocchio

 

o-traidor.jpg

Em 1980, quando a polícia aperta o cerco à máfia siciliana, Tommaso Buscetta, um dos criminosos mais proeminentes de Itália, foge para o Brasil, onde continua a dedicar-se ao crime. Quando é finalmente preso pela polícia brasileira e extraditado para o seu país, faz algo de que ninguém estaria à espera: trair a Costa Nostra, tornando-se informador de Giovanni Falcone e Paolo Borsellino, os juízes por detrás da enorme operação policial que ajudou a desmantelar a poderosa máfia italiana. Ao entregar os companheiros e dar informações precisas sobre as estruturas da organização e seus esquemas de corrupção, Buscetta ficou para sempre conhecido como "o traidor". É considerado o primeiro mafioso "arrependido" da história.
Um drama baseado em factos reais, realizado e escrito pelo aclamado realizador italiano Marco Bellocchio ("Em Nome do Pai", "Sedução Diabólica", "Bom Dia, Noite", "Vencer"). Pierfrancesco Favino, Luigi Lo Cascio, Fausto Russo Alesi, Maria Fernanda Cândido e Fabrizio Ferracane assumem as personagens. PÚBLICO


Festival Internacional Cinephile Society (2019) - Vencedor ICS Cannes Award - Grande
Prémio de Marco Bellocchio

domingo — 8/12/2019

Drama – PT, 2018, 64 min. – V.O. em Português - English Subtitles
Realização: Susana Nobre · Argumento: Susana Nobre · Fotografia: Paulo Menezes ·
Com: Marta Lança, Clara Castanheira, Pedro Castanheira

 

tempo_comum.jpg

A acção é centrada em Marta, que acabou de ser mãe e assiste às enormes mudanças que a vinda de Clara, a filha, gera entre amigos e familiares. Na intimidade das quatro paredes de sua casa, o espectador segue esta nova fase na vida de todos eles. Os "actores" de "Tempo Comum" são um casal na vida real: a jornalista e tradutora Marta Lança e o fotógrafo Pedro Castanheira. A acção decorre no seu próprio apartamento e a bebé é filha de ambos.
Produzida pelo colectivo Terratreme, esta é a primeira longa-metragem de ficção de Susana Nobre, após o sucesso dos documentários "O Que Pode um Rosto" (2003) e "Vida Activa" (2013). Após a estreia internacional no Festival de Cinema de Roterdão (Holanda), em 2018, o filme passou por vários festivais, entre eles o IndieLisboa, o Festival do Rio de Janeiro ou o London BFI. PÚBLICO


Festival Internacional de Cinema IndieLisboa (2018) - Nomeado Competição
Nacional - Melhor Filme