quinta — 7/12/2017 — 21h
In memoriam de Harry Dean Stanton (1926-2017)

Drama – USA, 2017, 88 min. – M/12 – V.O. Inglês – legendado em Português
Realização: John Carroll Lynch · Argumento: Logan Sparks, Drago Sumonja · Fotografia: Tim Suhrstedt · Com: Harry Dean Stanton, David Lynch, Ron Livingston
 

Lucky.jpg

LUCKY ilustra a jornada espiritual de um ateu com 90 anos e as personagens peculiares que habitam na sua cidade desértica, no meio de nenhures. Tendo sobrevivido aos seus contemporâneos, o tempestuoso e independente Lucky encontra-se no precipício da vida, enveredando numa jornada de auto-exploração, em direcção ao que costuma ser inatingível: a iluminação. LUCKY marca a estreia como realizador do aclamado actor John Carroll Lynch, sendo uma carta de amor à vida e à carreira de Harry Dean Stanton, bem como uma reflexão acerca de mortalidade, solidão, espiritualidade e relações humanas. 

 

Festival de Locarno – Prémio do Júri – Melhor Realizador

sábado — 9/12/2017 — 21h

19:00h (English subtitles) / 21:00h (Legendado em PT)

Drama, História – PT/RU, 2017, 61 min. – M/14 – V.O. em Português / RUSSO – Legendado em Inglês (19:00h) e em Português (21.00h)
Realização e Argumento: Sérgio Tréfaut · Fotografia: João Ribeiro · Com: Isabel Ruth, Kiril Kashlikov 

Treblinka.jpg

Nascido na Polónia, o judeu Chil Meyer Rajchman (1914-2004) foi um dos sobreviventes ao Holocausto. Prisioneiro do campo de extermínio nazi de Treblinka (Polónia), onde mais de 800 mil pessoas perderam a vida, pertenceu a um grupo muito restrito de pessoas que conseguiram escapar após uma revolta, a 2 de Agosto de 1943. Fugiu para Varsóvia, onde viveu sob anonimato até ao fim da guerra e onde escreveu "Sou o Último Judeu", um livro de memórias sobre os dez meses no campo. Essa obra foi publicada em 2009, já depois da sua morte, em 2004, na cidade de Montevideu (Uruguai), país para onde emigrou e onde passou o resto da vida. "Os vagões tristes transportaram-me para este lugar. Vêm de toda a parte: de leste e de oeste, do norte e do sul. De dia como de noite, em todas as estações: Primavera, Verão, Outono, Inverno. Os comboios chegam sem percalços, incessantemente, e Treblinka prospera a cada dia que passa. Quantos mais chegam, mais Treblinka consegue absorver." Assim começa o seu relato.
Vencedor do Prémio de Melhor Filme Português no IndieLisboa 2016, é sobre este homem e muitos outros que se debruça este filme-ensaio escrito e realizado por Sérgio Tréfaut. Neste "universo dos sobreviventes", em que a acção decorre durante uma viagem de comboio transiberiana, são os actores Isabel Ruth e Kiril Kashlikov a dar voz aos testemunhos. (PÚBLICO)

 

IndieLisboa 2016 – Melhor Filme Português

quinta — 14/12/2017


 

Drama – FR, 2017, 140 min. – M/16 – V.O. em Francês – Legendado em Português
Realização: Robin Campillo · Argumento: Robin Campillo, Philippe Mangeot · Fotografia: Jeanne Lapoirie · Com: Nahuel Pérez Biscayart, Arnaud Valois, Adèle

120_battements_par_minute.jpg

Início dos anos 90. Com a SIDA a ceifar inúmeras vidas nos últimos dez anos, os activistas da Act-Up Paris multiplicam as suas acções para lutar com a indiferença generalizada. Nathan, um jovem que se junta ao movimento, vê a sua vida transformada por Sean, um dos militantes mais activos.
 

Festival de Cannes - Grande Prémio do Júri
 

sábado — 16/12/2017 — 21h
CICLO SURREALISMO

Documentário – PT, 2010, 75 min. – M/6 – V.O. em Português – Legendado em Inglês
Realização: Luís Alves de Matos · Argumento: Luís Alves de Matos, Pedro Aguilar · Fotografia: Rodrigo Ribeiro, Marta Pessoa · Com: Fernando Lemos
 

Luz_Teimosa.jpg

O mundo de Fernando Lemos é um mundo ferozmente despojado de qualquer lógica externa, dizia Jorge de Sena. O seu multifacetado gesto artístico confunde-se com a própria existência onde o princípio poético está antes de tudo. E é através da luz que teima em entrar através da porta semicerrada, que se vence o medo da vida no combate travado com a morte. E assim nasce cada palavra dentro de outra palavra e cada imagem dentro de cada imagem. De quantas facas se faz o amor? pergunta o poeta.

Menção Honrosa no Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe – Curta-se 11 (Brasil) / Melhor Filme Português no Festival Temps d'Image 2011 (Portugal)

quinta — 7/12/2017 — 21h

Comedia – USA, 2017 – 88 min. V.O. Inglês – Legendado em Português

Realização: John Carroll Lynch · Argumento: Logan Sparks, Drago Sumonja · Fotografia: Tim Suhrstedt · Com: Harry Dean Stanton, David Lynch, Ron Livingston.

Lucky.jpg

LUCKY follows the spiritual journey of a 90-year-old atheist and the quirky characters that inhabit his off the map desert town. Having out lived and out smoked all of his contemporaries, the fiercely independent Lucky finds himself at the precipice of life, thrust into a journey of self exploration, leading towards that which is so often unattainable: enlightenment. Acclaimed character actor John Carroll Lynch's directorial debut "Lucky", is at once a love letter to the life and career of Harry Dean Stanton as well as a meditation on morality, loneliness, spirituality, and human connection.

  • logo_mc_drcalg_h_bw.png
  • logo_tavira_bw.png
  • rui_horta_2.png
  • tipografia_tavirense.png