Logo FICLO

Em Setembro e Outubro estamos no Convento do Carmo | Cinema ao ar livre

Em Novembro no Clube de Tavira, R. da Liberdade 23, 8800-399 Tavira

quinta — 12/09/2019 — 21h30

CONVENTO DO CARMO

Drama – ES/FR/DEN, 2018, 107 min. M/16 – V.O. em Espanhol e Catalão - 
English Subtitles / Legendado em Português

Realização: Jaime Rosales · Argumento: Michel Gaztambide, Clara Roquet e Jaime Rosales · Fotografia: Hélène Louvart · Com: Bárbara Lennie, Alex Brendemühl, Joan Botey 

petra.jpg

Petra nunca conheceu o pai. Muito menos soube quem ele era ao certo. Após a morte da mãe, decide ir à procura dele. O que encontra não é propriamente animador: a sua busca leva-a até Jaume, um artista cruel, e à sua família. À medida que vai investigando, o passado vai chegando à superfície e cada vez mais mentiras, omissões e más acções vão sendo reveladas. Uma tragédia do catalão Jaime Rosales. PÚBLICO

 

Vencedor Cine Ceará – National Cinema Festival (2018) – Melhor Filme, Melhor Realização de Jaime Rosales
Gaudí Awards (2019) – Melhor Ator Secundário Oriol Pla

domingo — 15/09/2019 — 21h30

CONVENTO DO CARMO

Comédia– FR, 2018, 108 min. M/14 – V.O. em Francês - Legendas em Português
Realização: Pierre Salvadori · Argumento: Benjamin Charbit, Benoît Graffin, Pierre Salvadori · Fotografia:  · Com: Adèle Haenel, Pio Marmaï, Audrey Tautou
 
 

en_liberte.jpg

A detective Yvonne Santi descobre que Jean, seu marido e colega recentemente falecido durante uma missão, era um homem corrupto e não o herói que todos julgam. Percebendo que, por culpa dele, um inocente foi acusado e enviado para a cadeia para cumprir oito anos de pena, Yvonne decide que tem de fazer alguma coisa para remediar a injustiça. Contudo, não demora muito até ela se arrepender dessa decisão...
Uma comédia policial da autoria de Pierre Salvadori ("Faça Favor…", "Inatingível", "Uma Doce Mentira") segundo um argumento seu, de Benoît Graffin e de Benjamin Charbit. Os actores Adèle Haenel, Pio Marmaï, Audrey Tautou, Vincent Elbaz e Damien Bonnard dão vida às personagens.
PÚBLICO
 

Cannes Film Festival (2018) – Realização de Pierre Salvadori  
Lumiere Awards, France (2019) – Melhor Exibição de Pierre Salvadori, Benoît Graffin e Benjamin Charbit

quinta — 19/09/2019 — 21h30

CONVENTO DO CARMO

 

Drama – COL/DEN/MEX/GER/SWI/FR, 2018, 125 min. M/14 – V.O. em Wayuu, Espanhol e Inglês - English Subtitles / Legendado em Português

Realização: Cristina Gallego e Ciro Guerra · Argumento: Maria Camila Arias, Jacques Toulemonde Vidal e Cristina Gallego · Fotografia: David Gallego · Com: Carmiña Martínez, José Acosta, Natalia Reyes

 

ciro-pelicula.jpg

Durante a década de 1960, os EUA vêem nascer o movimento “hippie” altura em que, entre muitas outras coisas, se vulgariza o consumo de estupefacientes. Alguns anos mais tarde, decididos a fazer fortuna, um grupo de norte-americanos investe em Guajira, na Colômbia, onde estabelecem uma plantação de marijuana com o intuito de a exportarem para o seu país. É assim que uma família da tribo Wayuu é atraída para o negócio de tráfico de droga. Ao aceitarem as condições de produção, os Wayuu descobrem o poder do dinheiro fácil, mas também os riscos resultantes da ganância, que ameaça destruir os seus costumes e tradições.
Estreado no Festival de Cannes, um drama baseado em factos verídicos sobre a origem do narcotráfico na Colômbia. Com realização de Ciro Guerra ("La Sombra del Caminante", "Los Viajes del Viento" ou “O Abraço da Serpente”) e da estreante Cristina Gallego, conta com Natalia Reyes, Carmiña Martínez e Jose Acosta nos papéis principais. PÚBLICO

 

Ariel Awards, Mexico (2019) – Melhor Filme Latino-Americano de Cristina Gallego

Prêmios Fénix – Fenix Film Awards (2018) – Melhor Filme, Melhor Música e Melhores Atores

domingo — 22/09/2019 — 21h30
ciclo Luis Buñuel

convento do carmo

Drama e Comédia – ES/MEX, 1961, 90 min. M/12 – V.O. em Espanhol e Inglês – Legendado em Português
Realização: Luis Buñuel · Argumento: Julio Alejandro e Luis Buñuel · Fotografia: José Fernández Aguayo · Com: Silvia Pinal, Francisco Rabal , Fernando Rey
 
 

viridiana_fotograma.jpg

 Buñuel estava há mais de vinte anos radicado no México, quando foi, com alguma pompa, convidado para voltar a filmar em Espanha. Quem se lembrou da brilhante ideia depressa se arrependeu. Buñuel foi ao mais fundo e mais provocatório do seu anti-clericalismo e fez de "Viridiana" uma ferocíssima sátira ao catolicismo e à sua presença na sociedade espanhola. Para grande embaraço do governo, o filme ganhou a Palma de Ouro em Cannes. O Director Geral da Cinematografia foi posto na rua, e Franco tentou proibir que a obra fosse estreada na Europa (em Espanha e Portugal foi proibida). Buñuel voltou para o México sem que alguém lhe pedisse para ficar. Texto: Cinemateca Portuguesa

Cannes Film Festival (1961) – Luis Buñuel

quinta — 26/09/2019 — 21h30

convento do carmo

Drama, Fantasia e Horror – NOR/FR/DEN/SWE, 2017, 116 min. M/16 – V.O. em Norueguês e Sueco – Legendado em Português
Realização: Joachim Trier · Argumento: Eskil Vogt e Joachim Trier · Fotografia: Jakob Ihre · Com: Eili Harboe, Kaya Wilkins, Henrik Rafaelsen
 
 

 

thelma.jpg

Thelma (Eili Harboe) é uma jovem tímida que sempre viveu numa pequena localidade rural da Noruega. Quando ingressa no curso de Biologia na Universidade de Oslo, vê-se sozinha pela primeira vez. Um pouco assustada com a sua nova vida, descobre em Anja (Kaya Wilkins) o apoio de que necessita. Mas, à medida que se desenvolve uma relação amorosa entre as duas raparigas, Thelma descobre em si inesperados poderes paranormais que afectam não só a própria saúde, mas tudo em seu redor. 
Com estreia internacional no Festival de Cinema de Toronto (Canadá), um "thriller" sobrenatural realizado por Joachim Trier, que escreve o argumento em parceria com Eskil Vogt, tal como acontecera nos seus filmes anteriores: "Reprise" (2006), "Oslo, 31 de Agosto" (2011) e "Ensurdecedor" (2015). PÚBLICO

 

Denver Film Critics Society (2018) – Melhor Filme de Língua Estrangeira
FEST International Film Festival (2018) – Melhor Filme

domingo — 29/09/2019 — 21h30

convento do carmo

Drama – FR, 2018, 113 min. M/12 – V.O. em Francês - Legendado em Português
Realização: Stéphane Brizé · Argumento: Ralph Blindauer, Stéphane Brizé, Olivier Gorce, Olivier Lemaire, Xavier Mathieu · Fotografia: Eric Dumont · Com: Vincent Lindon, Mélanie Rover, Jacques Borderie
 
 

en_guerre.jpg

Sem razões que o justifiquem, uma vez que o ano anterior se tinha revelado bastante lucrativo, a administração da Perrin Industrie decide fechar portas em França e reabri-las na Roménia, onde os salários são substancialmente mais baixos. Desesperados, os 1100 trabalhadores decidem fazer o possível para manter os seus empregos. A liderá-los está Laurent Amédéo, um homem reivindicativo e sem nada a perder…
Com passagem na competição no Festival de Cinema de Cannes, este é um filme dramático sobre a injustiça e precariedade no trabalho que conta com assinatura de Stéphane Brizé ("Mademoiselle Chambon", "A Lei do Mercado", “A Vida de Uma Mulher”). O argumento é da autoria de Brizé, de Ralph Blindauer e de Olivier Gorce; o elenco conta com o veterano Vincent Lindon (na sua quarta colaboração com Brizé), Mélanie Rover, Jacques Borderie, Davi d Rey e Olivier Lemaire, entre outros. PÚBLICO
 

Chicago International Film Festival (2018) – Melhor Exibição de Stéphane Brizé e Olivier Gorce

  • ozadi.png
  • kozii-mainlogo_maincolor_white_CMYK.png
  • Meiapag_Algarvila_v2.png
  • Meiapag_ML_Solicitadora.png
  • desiespaco.png
  • villas_sequa.png
  • 2_Casa das Portas.JPG
  • Farmácia Sousa.png
  • NodeGostoLogotipo final.jpg
  • eduardo_reis-1.png
  • logo_cor_sat25.png
  • afm_logo.png
  • POLICAREbranco (1).png
  • algarve-residence_02.png
  • geojardim.png
  • ibex.png
  • jacaranda.png
  • Eolis logo mostras (1).jpg
  • logotipo só Arquitecta Aida  autocad (1)-1 (2).png
  • monte_alamo.png
  • logotipo-pedro-rogado#01web.png